Expectativas

Parou ao lado do carro, pegou o celular do bolso, olhou as horas e pensou: “Acho que dá tempo de ver o show no SESC. Nem sou muito fã, mas é de graça e tô aqui pertinho”.
Ponderou um pouco quando ligou o carro: “Ir sozinho é meio chato, mas lá encontro alguém.”
Enquanto estacionava o carro e pagava o estacionamento, já estabelecia alguns contatos visuais, alguns cumprimentos. Algumas palavras com uns amigos, mas resolveu ver o show.
Ficou surpreso por gostar. O segredo é não alimentar expectativas. Cantarolando um cover do Roberto, que tocaram, caminhou em direção ao seu amigo.
“E aí, Luís, beleza?”
“Beleza, Thiagão! E você?”
“Melhor agora que já tô saindo daqui. Luís, essa é a Pri. Pri, Luís”
“Oi, tudo bem?”
“Tudo, e você? Trabalha aqui também?”
“Trabalho, mas saio às 19h, vim pra me divertir mesmo. O Thiago sai agora, vamos pra um bar, tá afim?”
“Vamos sim. Demora aí, Thiagão?”
“Nem, só vou lá pegar minhas coisas e já saio. Vou chamar o Rodolfo também, firmeza?”
“Vai lá, a gente te espera ali fora”

“Que bar vamos?”
“Não sei, vamos ver se o Thiago tem alguma sugestão”

“Bora?”
“Demoro.”

“Esse buteco é legal e o preço é bom. Vamos parar aqui mesmo?”

“Gente, vi uma amiga minha que faz tempo que não vejo ali na outra mesa, vou ali e já volto.”
“Traz ela aqui, Pri.”

“Desculpa a demora, tinha um tempão que não a via e ela tá tentando levar o namorado bêbado pra casa. Nem quis vir.”

“Pessoal, o bar tá fechando, vão querer a saideira?”
“Não, não, chefe. Fecha a conta que a gente já tá indo.”

“Quer carona, Pri, é caminho pra mim”
“Não vai te atrapalhar?”
“Não, pra ir pra minha casa eu pego por aqui, não pego?”
“Isso”
“E você falou que mora ali na frente. É caminho.”
“Então, vamos.”

“Onde é sua casa?”
“Ali ó, essa com o portão verde.”
“Chegamos.”
“Tem alguma coisa pra fazer na cidade agora?”
“Uns amigos meus falaram que iriam tocar num lugar, é rock n’ roll, tá afim?”
“Acho que eu vou contigo, posso?”
“Claro!”
“Vou só pegar uma blusa.”
“Isso, pode ser que esfrie.”
“Você é de confiança?”
“Ah!Ah!Ah! Você acha que eu sou de confiança?”
“Que bom que você riu.”

“Chegamos, tá tarde já, mas acho que tá rolando ainda.”
“Gostei de ter vindo, Luís.”
“Gostei que veio comigo. Eu tava sem companhia hoje.”
“Bateu uma fome. Preciso comer alguma coisa”
“Vamos pra casa, moro perto, você dorme lá e vai embora amanhã de manhã.”
“Vamos sim.”

“Que legal! Você tem discos dos Mutantes! E tem o Rubber Soul dos Beatles, coloca pra gente ouvir.”
“Claro!”
“Você gosta do Fellini também?”
“Não acho o melhor diretor da história, mas é o meu preferido.”
“Tô lendo esse do Dostoievski também, gosto da parte que o Ivan fala sobre a existência de Deus.”
“Eu também. Você acredita em Deus?”
“Não sei, minha família é espírita, mas eu não sei. E você?”
“Acredito. Penso que a probabilidade que exista um Deus é maior que a probabilidade de não existir.”
“Pode ser.”
“Quando vi você com o Thiago, achei que estavam juntos.”
“Não! Ele é meu amigo, a gente trabalha junto, mas não estamos juntos não.”
“Que bom!”
“Sabe, Luís, tô numa fase de não querer ficar com ninguém, tô procurando só conhecer pessoas, conversar…”
“Tá bom, já entendi. Vou abrir o sofá cama pra você.”
“Ah, você não tem um colchão?”
“O duro é que não. Se soubesse que vinha pegava uns com uns amigos.”
“Puxa…”
“Olha, vou colocar o colchão da minha cama no chão, pode dormir tranquila, não vou fazer nada se você não quiser.”
“Tá bom”
“Tudo bem, vamos dormir, tá tarde e levanto cedo pra trabalhar”
“Boa noite, Luís, adorei te conhecer, adorei a noite”
“Boa noite, Pri, também adorei você”

Anúncios
Esse post foi publicado em Contos e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s